Sábado há noite de ópera no Largo Amor de Perdição
14-06-2018
"Manon Lescaut", de Giacomo Puccini, será transmitida em ecrã gigante a partir das 22,15 horas, no Largo Amor de Perdição.
Com o objetivo de levar a música e a ópera a um vasto e diversificado auditório, o Grand Teatre del Liceu de Barcelona iniciou em 2007 o projeto Liceu a la Fresca, que consiste na retransmissão de uma ópera ao ar livre e em ecrã gigante, em várias cidades de Espanha, Portugal e Itália. O projeto, com uma forte componente educativa e informal, permite que todos possam disfrutar do prazer de ouvir uma ópera, procurando também desmistificar os preconceitos associados ao género através de uma escolha criteriosa e atrativa.  

Este ano, a Câmara do Porto junta-se às mais de 230 entidades que aderiram a esta iniciativa de forte compromisso social, transmitindo este sábado, a partir das 22,15 horas, no Largo Amor de Perdição, em frente ao Centro Português de Fotografia, um dos maiores sucessos de Giacomo Puccini: a ópera "Manon Lescaut".



Apresentada pela primeira vez em Turim, no Teatro Reggio, a 1 de fevereiro de 1893, "Manon Lescaut" foi a terceira ópera que Puccini compôs, tendo sido o seu primeiro grande sucesso.

Foi com esta obra que iniciou a sua memorável colaboração com os libretistas Luigi Illica e Giuseppe Giacosa, que continuou nas três óperas seguintes, as de maior sucesso e mais interpretadas: "La Bohème" (1896), "Tosca" (1900) e "Madame Butterfly" (1904).

Liceu a la Fresca é uma iniciativa promovida pelo Gran Teatre del Liceu, com o apoio do BPI e Fundação "laCaixa".


FICHA TÉCNICA
Orquestra Sinfónica e Coro do Gran Teatre del Liceu
Maestro: Emmanuel Villaume
Encenação: Davide Livermore
Cenografia: Davide Livermore e Giò Forma
Guarda-roupa: Giusi Giustino
Desenho de Luz: Nicolas Bovey
Maestrina do Coro: Conxita Garcia
Elenco: Liudmyla Monastyrska, David Bi?i?, Gregory Kunde, Carlos Chausson, Mikeldi Atxalandabaso, Marc Pujol, Carol García, José Manuel Zapata, Michael Borth, David Sánchez, Jordi Casanova e Albert Muntanyola.
Coprodução: Gran Teatre del Liceu (Barcelona), Teatro di San Carlo (Nápoles) e Palau de les Arts Reina Sofía (Valência)
Podem saber mais sobre esta ópera no site da Antena 2