Festival Internacional de Circo do Porto anima o fim de semana
29-05-2018
Entre 13 a 16 de setembro, há 44 apresentações gratuitas, quase todas ao ar livre e em estreia nacional.
O Porto vai receber este verão o seu primeiro Festival Internacional de Circo. A iniciativa, produzida pelo Coliseu Porto em parceria com a PortoLazer, vai proporcionar aos moradores da cidade e a todos os que a visitam  quatro dias de espetáculos gratuitos, quase todos ao ar livre e em estreia em Portugal. 

Serão, ao todo, 13 companhias nacionais e estrangeiras, que levarão 44 performances a vários espaços: o Coliseu (por tradição e excelência a casa do circo na cidade), o Largo de Santo Ildefonso, a Praça da Batalha, a Praça dos Poveiros e o Jardim de São Lázaro.

O objetivo é claro: fazer deste festival o maior evento de novo circo em Portugal, em linha com os maiores festivais internacionais, reforçando o posicionamento do Porto como centro das artes e da cultura. 

As companhias, originárias de vários países europeus, trazem propostas para todas as idades. Mas, além deste mais visível -- os espetáculos espalhados por praças e jardins do centro da cidade -- o festival terá outras duas componentes importantes.

Uma delas será a conferência "Que futuro para o Circo? Olhares sobre o Circo Contemporâneo". Será um espaço de discussão e literacia para o novo circo e o estado da arte em Portugal e na Europa. O que é o circo contemporâneo? Quais as suas linguagens e abordagens artísticas? E que futuro se antevê? A conversa está marcada para 14 de setembro, sábado, às 11 horas, na Sala Dois do Coliseu, com um painel composto por Tiago Bartolomeu Costa (Adjunto do Secretário de Estado da Cultura), Miguel Moreno "Bolo" (ex-Presidente da Associação de Circo da Andaluzia e vencedor do Prémio Nacional de Circo 2016), José Bastos (gestor cultural e ex-Diretor do Centro Cultural Vila Flor) e o artista Clément Dazin.

A outra será a apresentação ao público do resultado do Circo Social, um projeto de serviço educativo e residência artística que, entre março e julho deste ano, deu a oportunidade a um grupo de jovens da freguesia do Bonfim de conhecer e aprender as artes circenses. Sob a direção artística de Eduardo Dias, rapazes e raparigas frequentaram gratuitamente várias disciplinas do circo clássico e da sua vertente contemporânea (normalmente designada por "Novo Circo)". A performance que produziram, intitulada "Calçada", poderá ser vista no Foyer do Coliseu nos dias 13, 14 e 15 (na quinta, sexta e sábado), às 17,30 horas, e no domingo, às 16,30.

Com um investimento de cerca de 180 mil euros, o Festival Internacional de Circo é cofinanciado pelo NORTE 2020, no âmbito do Portugal 2020, através do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER).

Em seguida, podem consultar e descarregar o programa completo desta primeira edição.