Porto & Matosinhos Wave Series apresentam cartaz com sete provas de surf
03-05-2017
A iniciativa, que volta a unir os municípios do Porto e de Matosinhos, arranca já este fim de semana, dias 6 e 7 de maio.
A segunda edição das Porto & Matosinhos Wave Series foi apresentada esta quarta-feira, junto à Praia do Titan, com a presença dos dois autarcas que partilham a Frente Atlântica onde, a partir deste fim de semana e até setembro, se vão desenrolar as sete provas que compõem o cartaz deste ano.

"Promover o desporto a nível regional com atletas de topo, motivar os atletas locais a continuar a trabalhar para terem melhores resultados e ajudar na promoção turística da região Norte" são alguns dos principais objetivos desta série inaugurada em 2016, de acordo com Marcelo Martins, promotor do evento e diretor da Onda Pura.

Entre provas de surf, longboard, stand up paddle, skimming e bodyboard, são sete os eventos que este ano compõem o ambicioso cartaz das Porto & Matosinhos Wave Series, evento que arranca já este sábado, na Praia Internacional do Porto, junto ao Edifício Transparente, com o Circuito Surf do Norte, etapa de apuramento para o campeonato nacional que junta surfistas entre os 12 e os 18 anos.

Até final de maio, haverá provas todos os fins de semana nas praias do Porto e de Matosinhos, já que logo após o Circuito de Surf Norte entram em ação os melhores surfistas nacionais em mais uma etapa da Liga MEO Surf, entre 12 a 14 de maio. Segue-se, entre 19 e 21 de maio, o Campeonato Nacional de Desporto Escolar e o Log Surf Fest, pontuável para o Campeonato Nacional de Longboard e Sup Beach Race.

Ainda em maio, os dias 25 e 26 estão reservados para o Circuito Nacional Universitário, enquanto a 26 e 28 entram em ação os participantes do Circuito Bodyboard do Norte.

A segunda edição das Porto & Matosinhos Wave Series termina no primeiro fim de semana de setembro, com o Campeonato Nacional de Surf esperanças, para atletas da categoria Sub-14.

Além da parte competitiva, o programa paralelo volta a incluir batismos de surf para crianças carenciadas, surf adaptado, batismos de surf, assim como exposições de fotografia, mercados e festas sunset.

Na apresentação do cartaz do evento, o presidente da Câmara do Porto, Rui Moreira enalteceu a iniciativa conjunta dos dois municípios, salientando que "faz todo sentido esta articulação entre o Porto e Matosinhos. Isto só prova que a Frente Atlântica está de boa saúde e que e deve estender-se a cada vez mais atividades. O surf é um bom disso exemplo, porque é uma atividade com enorme potencial turístico e económico para o país e para a região, mas também um desporto que promove hábitos de vida saudável e que tanto pode ser praticado por lazer como em competição".

Eduardo Pinheiro, presidente da Câmara de Matosinhos e anfitrião da cerimónia, recordou, por seu turno, que a autarquia "assumiu o surf como um dos eixos estratégicos para a promoção turística e a dinamização económica do concelho" e, por isso, entende que o evento serve de atração de "mais praticantes", mas também para "novos clientes para o tecido económico local".