GP de Portugal de F1 em Motonáutica junta 20 pilotos de 12 nacionalidades
30-07-2015
Pela primeira vez nos últimos quatro anos, uma prova do Campeonato do Mundo de F1 em Motonáutica vai reunir 20 pilotos à partida. A apenas dois dias do seu início, a organização internacional do F1H20 confirmou a inscrição de um vigésimo piloto na lista de presenças do Grande Prémio de Portugal.

Campeão do Mundo da Classe 1 de Catamarãs, Nadir Bin Hendi fará no Porto e nas águas do Douro a sua estreia absoluta em provas do F1H20, reforçando a Victory Team, do atual líder do campeonato, o norte-americano Shaun Torrente, que desde o início da época era o solitário representante da equipa, com base no Dubai.

A outra novidade no alinhamento da prova portuguesa diz respeito à Team Abu Dhabi. A equipa decidiu substituir o italiano David Del Pino, atual 14.º do Mundial, pelo veterano Thani Al Qemzi. Embora ausente dos dois primeiros grandes prémios da época, Al Qemzi é um dos mais experientes pilotos do pelotão, com 111 corridas no seu currículo e sete vitórias no palmarés, incluindo o triunfo no Grande Prémio de Portugal em 2009, disputado em Portimão.


O REGRESSSO A PORTUGAL... QUATRO ANOS DEPOIS

Com um historial de 13 grandes prémios disputados em Portugal, a estreia da mais espetacular disciplina de motonáutica nas águas do rio Douro assinalará, de resto, o reencontro de vários pilotos que fizeram história na prova portuguesa entre 1999 e 2011.

É o caso, por exemplo, de Guido Cappellini, italiano que venceu sete das 13 edições da prova portuguesa, cinco delas de forma consecutiva, entre 1999 e 2013. Retirado da competição desde 2009, Cappellini é o atual manager da Team Abu Dhabi.

Também afastado da competição, mas de regresso a Portugal como manager da Team Emirates, o americano Scott Gillman é outro nome em destaque no quadro de honra do Grande Prémio de Portugal. Em nove participações, subiu ao pódio em cinco ocasiões, garantindo a vitória em 2004 e em 2007, ano em que deixou de competir.

Mas entre os 20 pilotos que vão disputar o triunfo na corrida deste domingo, o natural destaque vai, claro, para Duarte Benavente. Campeão do Mundo de F4 em 1998 e Campeão Europeu de F2 em 1999, o português é hoje um dos mais experientes pilotos a competir no F1H20, tendo já disputado 131 grandes prémios desde a sua estreia na categoria máxima, em 1999. Embora almejando ainda a sua primeira vitória no F1H20, o piloto português e proprietário da F1 Atlantic Team subiu já por cinco vezes ao pódio, com destaque para o 3.º lugar alcançado no GP de Portugal de 2009.

Realce também para o veterano Francesco Cantando, com um currículo de 151 corridas em 19 anos de carreira ao mais alto nível. Em Portugal, atingiu o pódio em seis ocasiões, sendo cinco vezes segundo classificado.

Quem também procura a sua estreia nas vitórias em Portugal é Sami Selio, bicampeão mundial. Em 2002, esteve perto da vencer, mas ficou atrás de Capellini. A correr pela Mad Croc Baba, o piloto apresenta uma carreira com 22 pole positions, o terceiro melhor registo de todos os tempos na modalidade. 

Já o atual Campeão do Mundo, Phillippe Chiappe, que corre ao serviço da equipa chinesa CTIC, nunca foi feliz em Portugal. Em dez participações, a melhor classificação do francês foi um oitavo lugar. Por querer inverter a tendência, e ancorado pelo grande sucesso conquistado nos últimos anos, Chiappe deve ser tido em conta como candidato ao título.  

Da última vez que o Grande Prémio se realizou em Portugal, em 2011, a norueguesa Marit Stromoy estabeleceu uma marca histórica, tornando-se na primeira mulher de sempre a conquistar uma pole position num evento internacional do género. Apesar de ter liderado a corrida, o seu objetivo acabaria por não se concretizar, após colidir numa saída das boxes com o americano Shaun Torrent, com quem disputava o primeiro lugar. Agora, ao volante de uma embarcação completamente renovada, Stromoy vai querer deixar a sua marca no Porto e despertar a atenção mundial.

Curiosamente, é Shaun Torrente, piloto natural de Miami, quem lidera o Campeonato neste momento, com 29 pontos de vantagem, depois de uma vitória em Doha (Dubai) e um quarto lugar em Évian (França), as etapas já disputadas. 

Em resumo, alguns pilotos tentarão dar continuidade aos bons resultados alcançados em Portugal nos anos anteriores, enquanto outros tentarão inverter a sua sorte. Tudo no cenário magnífico do rio Douro, num fim de semana que se espera de bom tempo e de grande espetacularidade. 


PROGRAMA - Grande Prémio de Portugal
Sexta-feira, 31 de julho 2015
10:00-15:00    Verificações Técnicas (Parque da Alfândega)
12:00-12:30    Verificações Administrativas (Edifício da Alfândega)
14:00-15:00    Co-Drives no F1 Bilugar
15:00-17:00    Treinos Livres
17:00-20:00    Animação no Village (Parque da Alfândega)

Sábado, 1 de agosto 2015
11:00-11:30    Briefing (Edifício da Alfândega)
12:00-12:30    Treinos Livres - F4
12:40-13:00    Treinos Cronometrados - F4
13:30-14:30    Treinos Livres - F1
14:45-15:45    Co-Drives no F1 Bilugar
16:00-16:20    Corrida 1 - F4 (20')
16.30-17:30    Qualificação - F1
17:40-18:00    Conferência de Imprensa (Edifício da Alfândega)
18:00-22:00    Animação no Village (Parque da Alfândega)
22:00-23:30    Concerto de Mónica Ferraz (Parque da Alfândega)

Domingo, 2 de agosto 2015
11:00-11:30    Briefing (Edifício da Alfândega)
12:10-12:30    Treinos Livres - F4
12:40-13:00    Treinos Cronometrados - F4
13:30-14:30    Treinos Livres - F1
14:30-15:30    Co-Drives no F1 Bilugar
16:00-16:20    Corrida 2 - F4 (20')
16:40-17:00    Acrobacias aéreas
17:00-17:10    Volta de Apresentação - F1
17:15-18:00    GP Portugal - Corrida F1 (45')
18:10-18:20    Cerimónia do Pódio (Parque da Alfândega)
18:20-18:40    Conferência de Imprensa (Edifício da Alfândega)