Como o Porto vai celebrar o 25 de abril
10-04-2018
Música, fogo de artifício, jogos tradicionais, workshops e um Desfile pela Liberdade integram o programa do 44.º aniversário da Revolução dos Cravos na cidade do Porto.
Tal como acontece desde 2016, a Câmara do Porto associou-se às comemorações do Dia da Liberdade e preparou um vasto programa de iniciativas na cidade, em conjunto com a Comissão Promotora das Comemorações Populares do 25 de Abril no Porto, que este ano envolve 19 associações. 

Além de vários momentos musicais, o programa inclui um espetáculo de fogo de artifício, diversas atividades para o público infantil, uma homenagem aos resistentes antifascistas e o já tradicional Desfile pela Liberdade.

As comemorações têm início ainda na véspera, a partir das 22 horas de 24 de abril, com um concerto de Bezegol na Avenida dos Aliados.

Quase a completar 12 anos de carreira e com quatro trabalhos editados -- Rude Bwoy Stand (2007), Rude EP (2009), Monstro EP (2011) e S.A.C.A.N.A (2013) --, o músico portuense é conhecido por explorar e combinar sonoridades tão diversas como o reggae, o funk, o hip-hop ou até mesmo o fado. Fugir à norma é precisamente o lema criativo deste músico, nascido num bairro social do Porto e dono de um timbre absolutamente singular.

Pouco antes da meia noite, e a anteceder o lançamento do fogo de artifício, há ainda lugar a uma atuação do Coral da Faculdade de Letras da Universidade do Porto, que assinalará a entrada no Dia da Liberdade com o tema "Grândola, Vila Morena", de Zeca Afonso.

No feriado, a programação arranca a partir das 10 horas, na Praça D. João I, com uma manhã dedicada aos mais pequenos, com vários jogos tradicionais e ateliês ligados ao tema da revolução e da liberdade.

À tarde, pelas 14 horas, o Museu Militar do Porto recebe uma homenagem aos resistentes antifascistas, cerimónia que antecede o tradicional Desfile pela Liberdade, que arranca no início da Rua do Heroísmo, junto à antiga PIDE, e ruma até à Avenida dos Aliados.

O dia termina no palco dos Aliados com mais dois momentos musicais: a partir das 15 horas, com a atuação de Caruma e, uma hora mais tarde, com o concerto de Pedro Mestre, intitulado "Campaniça do Despique" e que inclui um coro de Cante Alentejano.